Rio São Francisco vai ganhar ponte com mais de 1km de extensão

Rio São Francisco vai ganhar ponte com mais de 1km de extensão

O Rio São Francisco ganhará uma das maiores pontes já construídas em Minas Gerais, que terá mais de 1.120 quilômetros de extensão e cerca de 13,8 metros de largura, além de um acesso de aproximadamente três quilômetros.

Por Acontece Mais 29/12/2021 - Atualizado em 29/12/2021

O anúncio foi feito pelo governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) e do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG), nesta quinta-feira (16/12).

Para a construção da ponte, o governo de Minas vai usar recursos de um acordo feito com a mineradora Vale para reparar perdas e danos do desastre de Brumadinho, que tirou a vida de 272 pessoas e gerou impactos ambientais, sociais e econômicos no estado com o rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão. Os detalhes constam no Termo de Reparação assinado entre as partes.

Serão investidos cerca de R$ 113 milhões para que as obras do Rio São Francisco ganhem a ponte quilométrica começando em 2022. Segundo o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, os serviços devem contar com contratação de pessoal, deslocamento de máquinas e montagem do canteiro de obras. “Nossa meta é concluí-la em 24 meses”, reforça.

Fim das balsas

A construção da ponte no Rio São Francisco oferecerá uma nova opção de travessia e deslocamento na região. Isso porque a travessia do rio vem sendo feita por meio de balsas, que dependem das condições climáticas e da capacidade fluvial do curso d’água para realizarem a transposição de veículos de cargas e de passeio.

Além disso, com a ponte, a circulação de mercadorias do setor agropecuário entre as regiões Norte e Noroeste de Minas será facilitada e, também, o escoamento da produção dos estados de Goiás e Mato Grosso para o Nordeste brasileiro. Com a obra, será possível também ter acesso ao Distrito Federal, uma vez que, por vias asfaltadas, é preciso passar por Pirapora, João Pinheiro, Paracatu e Unaí.

“A construção de uma ponte de mais de 1 quilômetro não é tarefa fácil. A estrutura tem vão de navegação de 240 metros, outros vãos menores, de 40 metros, e pilares centrais de 15 metros de altura”, explica o diretor-geral do DER-MG, Robson Santana.

A ponte que liga São Francisco a Pintópolis também é uma demanda antiga dos próprios moradores da região, que reivindicam a obra desde 1950, época em que Juscelino Kubitschek, ainda candidato ao Governo de Minas, tinha como mote a campanha “Energia e Transporte”.

A obra, que fica bem próxima da área urbana da cidade de São Francisco, está vinculada à execução da pavimentação do trecho de 73 quilômetros entre Pintópolis e Urucuia. Nessa etapa serão investidos R$ 65,5 milhões e a previsão de início dos trabalhos é no começo do próximo ano, com conclusão no fim de 2023.

“Com o asfaltamento do trecho cria-se um corredor no modal rodoviário que ligará a região Centro-Oeste, passando por cidades mineiras como Unaí, Arinos, Urucuia, Pintópolis, São Francisco, Brasília de Minas, Montes Claros, Francisco Sá e Salinas, até chegar na BR-116 que corta o interior do Nordeste até Fortaleza, no Ceará”, explica Robson Santana.

Por Uai 

Logo Footer

Assine a Revista Acontece Mais e tenha informações atualizadas sobre pessoas e instituições de destaque na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, conteúdos de qualidade, agregando conhecimentos em diversas áreas.