Brasil é reeleito para o Conselho da Organização Marítima Internacional (IMO)

Brasil é reeleito para o Conselho da Organização Marítima Internacional (IMO)

O país é membro do Conselho desde 1967.

Por Acontece Mais 27/12/2021 - Atualizado em 27/12/2021

O Brasil foi reeleito, na sexta-feira dia 10, como membro do Conselho da IMO, na categoria B, para o biênio 2022/2023, durante a 32ª sessão da Assembleia da Organização Marítima Mundial (IMO), em Londres. O país é membro do Conselho desde 1967.

O Conselho é o Órgão Executivo da IMO, é responsável pela supervisão do trabalho da Organização. Fora dos períodos da Assembleia, que ocorre a cada dois anos, o Conselho desempenha todas as funções desta, exceto as de fazer recomendações aos governos sobre segurança marítima e prevenção da poluição.

Nesta eleição, o País obteve 135 dos 159 votos válidos, o que representa a marca de 85% de apoio ao Brasil e a 5ª posição dentre as 10 vagas da categoria. O Representante Permanente do Brasil junto à IMO, Almirante de Esquadra (RM1) Luiz Henrique Caroli, e o Embaixador Marcos Farani representaram o Brasil durante a votação para a escolha dos novos membros do Conselho.

Para alcançar este resultado, o Brasil contou com o trabalho do Ministério das Relações Exteriores, da Comissão Coordenadora dos Assuntos da IMO e de sua Secretaria Executiva, da Representação Permanente do Brasil junto à IMO (RPB-IMO) e da Representação Permanente do Brasil em Londres.

A participação do País nesses processos, como membro do Conselho, delega responsabilidade e confere ao Brasil um papel de liderança entre todos os 175 Estados-membros da IMO.

Fonte: Centro de Comunicação Social da Marinha

Logo Footer

Assine a Revista Acontece Mais e tenha informações atualizadas sobre pessoas e instituições de destaque na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, conteúdos de qualidade, agregando conhecimentos em diversas áreas.